Há alguns anos, as dores nas costas eram exclusividade de adultos e idosos, mas, agora, as crianças também passaram a reclamar de dores nas costas. A dor pode ser causada por diferentes fatores, como mochila pesada, muito tempo em frente ao computador ou à TV, má postura durante as aulas e outros mais.

Por isso, o resultado não poderia ser outro: dores nas costas com frequência e muitas reclamações. O problema passou a fazer parte também da vida das crianças.

Com o passar dos anos, as dores nas costas passaram a ser mais comuns, resultado de uma vida mais moderna. Antigamente, elas despertavam preocupação, pois eram causadas por infecções, podendo ser algo grave. Atualmente, a reclamação se tornou mais comum, mas a grande parte das dores é de origem muscular.

No caso das crianças, com a modernidade ocasionada pela tecnologia e outros fatores, influenciaram os pequenos a terem uma rotina sedentária, o que, normalmente, prejudica a musculatura abdominal e das costas.

O que normalmente causa as dores?

A criança pode se queixar de dores nas costas depois de um dia intenso de brincadeiras e depois de um longo tempo jogando videogame. Isso acontece porque essas atividades causam a distensão e a tenção dos músculos, sendo os motivos mais comuns da reclamação de dores por parte das crianças.

Outro fator é a obesidade, devido ao acúmulo de gordura na parte lombar, influenciando a postura e sobrecarregando a coluna. A mochila escolar, na maioria das vezes, é a principal vilã. E as infecções são fatores mais incomuns.

Quando os responsáveis devem procurar ajuda médica?

Listamos alguns fatores que precisam despertar a atenção dos pais e responsáveis a procurarem um médico, são eles:

  • Dores nas costas, seguidas de febre;
  • Dores em crianças com menos de 5 anos de idade;
  • Dores nas costas durante a noite, impedindo a criança de dormir e piorando ao decorrer do tempo;
  • Dores nas costas depois de uma lesão;
  • Andar mancando, ou fraqueza nas penas que o impedem de andar;
  • Alteração no controle da bexiga ou do intestino;
  • Dores intensas que não permitem que a criança realize atividades rotineiras;
  • Histórico de câncer ou tuberculose;
  • Dores acompanhadas de perda de peso rápida.

Caso esses fatores cheguem a acontecer, os pais precisam procurar ajuda médica. O médico fará algumas perguntas para saber exatamente as possíveis causas das dores nas costas da criança e depois realizará exames.

O que os pais podem fazer para evitar as dores nas costas dos pequenos?

É importante ensinar aos filhos a postura correta; como se abaixar para pegar algo, como dobrar os joelhos corretamente e, principalmente, como se sentar, deixando a coluna reta e as coxas paralelas ao chão.

Evite encher o dia do seu filho com muitas atividades, é importante que a criança tenha um tempo para brincar e descansar. Procure implementar algum esporte em algum dia da semana, isso criará um hábito desde cedo para a prática de esportes. Lembrando que é preciso haver um equilíbrio entre a escola, as brincadeiras, o descanso e os esportes.

Em caso de lesões, procure uma clínica de fisioterapia de confiança

Caso venha a ocorrer alguma lesão, ocasionada pelas dores nas costas da criança, é importante procurar um profissional de fisioterapia, principalmente se as queixas forem frequentes, pois é um sinal que o próprio corpo dá, indicando que precisa de ajuda.

A SM Care é uma clínica de RPG e de fisioterapia no Itaim Bibi,que conta com uma equipe de profissionais especializados em tratamentos que proporcionam qualidade de vida e bem-estar aos seus pacientes, isso tudo de forma personalizada.

Acesse o site e saiba mais informações relevantes sobre tratamentos para sua saúde!