Conheça melhor todas as reações do corpo durante um treino de corrida e a importância de ter acompanhamento fisioterápico. Veja também onde encontrar Fisioterapia ATM em SP.

O corpo como um todo passa por diversas mudanças no processo da corrida, desde colocar o tênis, sair para o treino, até voltar exausto, o que exige diversos ajustes físicos e químicos para sair do estado de inércia para o de movimento extremo.

Ainda que não seja de conhecimento geral, a corrida gera um stress e exige grande esforço de órgãos, articulações e músculos.

O papel da corrida

No decorrer da história da humanidade, pudemos encontrar diversos fatores que ligam pessoas à corrida, e que vão além de competições e busca por um melhor condicionamento físico.

Correr é o esporte mais antigo do mundo, junto com a luta, e foi um dos fatores mais importantes que destacaram o ser humano no meio da batalha pela sobrevivência.

A verdade é que nossa espécie é composta por corredores de longas distâncias. O tempo decorreu e a evolução cultural, junto com a evolução biológica, ultrapassou limites não esperados.

Hoje, é possível ter todo tipo de conforto e oferta de comida, o que tem tornado o ser humano intrinsecamente inativo e sedentário, já que não é mais necessário se esforçar para conseguir caça ou coleta. Ainda que sejamos corredores naturais, não estamos correndo naturalmente.

Visto isso, é preciso entender como a corrida impacta no desempenho do corpo.

Pontos importantes da corrida para a movimentação do corpo

  • A princípio, o organismo busca um equilíbrio para o consumo de oxigênio durante a realização do movimento;
  • O sistema circulatório também precisa se adaptar para irrigar as regiões ativas durante a corrida, como a musculatura, de forma mais eficiente. Ao mesmo tempo, diminui a irrigação em órgãos que não precisam trabalhar tanto;
  • O corpo se esforça para manter todas as adaptações necessárias, pelo menos enquanto a pessoa não alterar a intensidade novamente (seja para mais ou para menos);
  • Ao final do treino de corrida, o corpo precisa de um período de tempo para voltar ao estado de repouso, já que deve repor o que foi perdido.

É importante lembrar que as áreas mais exigidas durante um treino de corrida são as que envolvem membros inferiores, como quadríceps, glúteo, panturrilha e musculatura posterior da coxa, além do músculo cardíaco.

Para driblar o cansaço, é preciso começar com um bom aquecimento e aumentar o ritmo de forma progressiva.

Saiba mais sobre o aquecimento aqui

Tenha acompanhamento de fisioterapeuta durante o treino de corrida

Além dos benefícios e da evolução do treino de corrida ao longo da nossa história, é preciso salientar que alongamentos e acompanhamento profissional são necessários para evitar dores e lesões, por isso é fundamental procurar uma Clínica de Fisioterapia.

As técnicas e tratamentos fisioterápicos devem ser feitos por especialistas de clínica segura e confiável, como a SM Care.

A SM Care conta com diversos tratamentos, como Fisioterapia ATM, além de sessões para tratamento de dores e lesões causadas por treinos de corrida.

Navegue pelo site para obter maiores informações sobre tratamentos em geral.