Acompanhe os principais benefícios da drenagem linfática durante a gestação e veja onde encontrar clínica de fisioterapia na Vila Olímpia.

As alterações na produção hormonal durante uma gestação geram, entre outras coisas, o acúmulo de líquidos e um consequente inchaço. Saiba mais sobre como a drenagem linfática pode ajudar na gravidez.

Com o passar dos meses gestacionais, a retenção de líquidos passa a gerar certo incômodo à mamãe.

Para se prevenir e tratar esse desconforto, é possível lançar mão de técnicas de drenagem linfática, uma espécie de massagem que, quando realizada com segurança, direciona o excesso de líquidos para os gânglios linfáticos, que os eliminam.

Cuidados da drenagem linfática na gestação

Diferentemente da drenagem para mulheres não grávidas, a massagem durante a gravidez deve ser realizada com total cuidado.

Para alcançar os efeitos desejados, é preciso que o procedimento seja feito por um fisioterapeuta especializado.

Se a drenagem for conduzida de maneira incorreta, pode causar hematomas, vermelhidão, eritema, comprometer a circulação, deslocamento de trombos, microvarizes e, até mesmo, piorar o quadro de fibro edema geloide (celulite).

Benefícios da drenagem linfática na gravidez

A drenagem linfática, quando feita de maneira adequada, oferece benefícios para a mamãe e para o bebê durante a gravidez, e pode ser realizada a partir da 12ª semana de gestação (ou com a aval do(a) médico(a)).

Acompanhe os principais benefícios da drenagem linfática durante a gestação e veja onde encontrar clínica de fisioterapia na Vila Olímpia.

Dentre os principais benefícios, é possível citar:

  • Melhora da nutrição das células e da oxigenação dos tecidos;
  • Estímulo da circulação venosa e linfática;
  • Redução na retenção de líquidos;
  • Diminuição dos inchaços típicos da gravidez;
  • Estímulo da lactação e da dessensibilização das mamas;
  • Prevenção e combate de varizes e da sensação de pernas cansadas;
  • Combate de celulites e estrias;

A técnica atua no combate às toxinas liberadas no organismo e no estímulo da circulação, o que resulta na diminuição do inchaço nas pernas e pés, além da sensação de peso e cansaço, eliminação do excesso de líquido acumulado e também a melhora da nutrição dos tecidos e das células.

Por enquadrar-se no segmento de massagem, a drenagem também relaxa e alivia dores musculares e tensão.

É importante lembrar que a técnica deve ser aprovada pelo médico da paciente. Só assim é possível ter certeza de que a gestante e o bebê não correm riscos.

Contraindicações

A drenagem é contraindicada em alguns casos específicos. Grávidas com insuficiência renal, hipertensão não controlada, trombose venosa profunda, erupções cutâneas e infecções de pele não devem realizar o procedimento.

Em todo caso, é sempre necessário ter autorização médica e contar com fisioterapeutas que conheçam os métodos indicados e contraindicados para grávidas.

Só assim é possível dar seguimento ao tratamento de maneira segura e eficaz, sem causar nenhum tipo de dano ou estresse à paciente.

Como potencializar os resultados

É de extrema importância que a gestante beba dois litros de água por dia, diminua consideravelmente o consumo de sal nas refeições, corte frituras e refrigerantes de sua alimentação, use roupas mais largas e pratique exercícios físicos (liberados pelo médico) com acompanhamento de profissional especializado.

Encontre os melhores profissionais

A SM Care é uma clínica de fisioterapia que conta com profissionais especializados em drenagem linfática durante a gestação e estão preparados para atender cada caso individualmente.

Navegue pelo site para obter maiores informações.