As dores na região lombar podem ter várias causas, inclusive de fundo emocional. Saiba mais sobre o assunto e veja como encontrar tratamento para dor nas costas em clínica de fisioterapia em SP.

A dor na lombar pode ser definida como lombalgia, e atinge a região mais baixa das costas, sobre os rins e acima da bacia. Em casos mais complicados, a dor pode descer para a região das nádegas e posterior de coxas, porém não passa do joelho.

Dores lombares: tipologia de acordo com incidência

As dores lombares podem ser agudas ou crônicas, de acordo com a incidência da dor.

As agudas tendem a permanecer de quatro a seis semanas, enquanto as crônicas podem durar até mais de 12 semanas.

Entre os adultos, a doença costuma se manifestar de 65% a 90% dos indivíduos, ou seja, eles passarão por, pelo menos, um episódio de dor na lombar ao longo da vida. O pico de incidência ocorre entre os 35 e os 55 anos de idade.

As dores crônicas, por outro lado, se manifestam em qualquer fase da vida, levando de 75% a 85% das pessoas que apresentam esse quadro a terem que se afastar do trabalho.

Mas, afinal, a dor na lombar pode ser de fundo emocional?

Ao se considerar que o sistema muscular e o nervoso possuem conexões diretas e fisiológicas com o restante do corpo, é possível afirmar que o organismo pode responder aos elementos de fundo emocional de diversas maneiras.

Nesse sentido, fatores de ordem emocional podem refletir no aumento de tensão muscular em determinadas regiões do corpo. Isso pode acarretar em dores intensas em locais que possuem grande volume muscular, ou seja, ombros, pescoço e região lombar.

Além disso, dores de inflamações ou lesões locais podem vir acompanhadas de fatores tensionais.

De toda forma, é preciso analisar o caso e investigar as raízes do problema com auxílio profissional, por meio de avaliações do estresse muscular, da rotina postural, da qualidade do sono e até mesmo da qualidade de colchões e travesseiros.

Outras causas das dores lombares

Problemas posturais são frequentemente associados à maneira adotada para trabalhar, se deitar, se sentar, se agachar ou levantar algum objeto pesado, e podem levar a dores lombares.

Além disso, a lombalgia pode surgir como consequência de processos inflamatórios, infecciosos, de hérnia de disco, de escorregamento de vértebra, de artrose (degeneração de articulações), além dos problemas emocionais.

Tratamentos para dores lombares

As principais recomendações de tratamentos para dores lombares, segundo os especialistas, são: técnicas e tratamentos realizados em clínica de fisioterapia, como massagens, eletroterapia, ultrassom, termoterapia, laser, estimulação nervosa elétrica transcutânea, eletromiografia, tração, além de terapia cognitiva comportamental e programas multidisciplinares.

Importante salientar que os tratamentos e técnicas mencionados devem ser aplicados por fisioterapeutas especializados, em clínicas confiáveis, como a SM Care.

Faça tratamento para dores lombares em uma clínica de fisioterapia em SP

A SM Care é uma clínica de fisioterapia em SP que conta com aparelhos de última geração e profissionais aptos a recomendar o melhor tratamento para lombalgia e outras dores que acometem a região das costas.

Navegue pelo site para conhecer mais sobre a SM Care e os tratamentos oferecidos pela equipe.