Acompanhe aqui todas as informações sobre a importância do aquecimento para práticas esportivas.

O aquecimento, antes de qualquer atividade física, é um hábito amplamente difundido e consagrado, tanto por especialistas quanto para atletas e praticantes de exercícios.

É possível sentir os benefícios dessa prática claramente, porém, é importante compreender tudo sobre como o aquecimento funciona para evitar negligência, principalmente por parte de quem ainda está começando uma rotina de exercícios.

Por que o aquecimento é tão importante?

Ao iniciar um exercício, a partir do estado de repouso, o organismo é obrigado a realizar uma transição para o estado de maior desgaste metabólico, o que exige diversos ajustes em vários sistemas e órgãos.

O objetivo principal do aquecimento é proporcionar ao corpo condições para produzir a energia necessária ao exercício de forma gradual, sem tanta urgência, e sem riscos de lesões ou mal-estares.

Como se dá o processo de aquecimento do corpo

A energia produzida pelos músculos decorre de processos chamados aeróbicos e anaeróbicos. O processo anaeróbico, para produzir energia, é acionado instantaneamente e funciona de forma a atender às demandas energéticas em um primeiro momento, na fase de transição entre repouso e exercício.

A partir disso, a produção de energia passa a se dar de forma mais gradual, por meio do processo aeróbico, até alcançar a chamada “fase estável” da atividade física, que é quando a energia aeróbica estabiliza a demanda.

O começo de toda atividade física causa o chamado “débito de oxigênio”, que acontece a partir da produção de energia anaeróbica nos primeiros momentos da transição do estado de repouso para o de exercício.

Nesse quesito, um dos principais objetivos (e benefícios) do aquecimento é adiantar a elevação do metabolismo aeróbico e reduzir o débito de oxigênio.

Tal atitude diminui o desconforto gerado nos primeiros minutos do exercício, um incômodo decorrente do acúmulo de ácido láctico, processo normal na produção de energia anaeróbica.

Benefícios do aquecimento

O aquecimento gera um maior fluxo de sangue para os músculos, adequando o organismo mais rapidamente às exigências de uma atividade física no que se refere à produção de energia aeróbica.

É também responsável pelo aumento da temperatura do corpo, conferindo uma melhor atividade das enzimas e, estando com os músculos aquecidos, o atleta corre menos riscos de sofrer uma lesão.

O tempo total de aquecimento recomendável é em torno de 10 minutos, o que não influencia na duração do treino, mas também deve levar em consideração o ambiente no qual será feito o exercício físico.

Em dias frios, os atletas devem se aquecer por até 20 minutos e, no calor, esse tempo pode ser reduzido para 5 minutos.

Algumas dicas importantes:

  • Deixe para retirar casacos e outros acessórios de frio após o aquecimento;
  • Nunca comece um exercício físico intenso sem aquecer o corpo;
  • O alongamento (outra prática importante e que evita lesões) deve ser feito apenas após o aquecimento do corpo;
  • O aquecimento deve começar com um ritmo leve, que pode ganhar mais intensidade aos poucos.

saiba como evitar lesões em corridas esporádicas

Procure uma clínica de Fisioterapia para esclarecer as suas dúvidas

Apenas profissionais especializados podem indicar qual o melhor método para iniciar uma atividade física, levando em consideração o preparo do corpo e a intensidade dos movimentos.

A SM Care é uma clínica de Fisioterapia que está equipada para atender cada caso individualmente, considerando todas as particularidades dos pacientes para realizar avaliações pertinentes